Saiba como escolher papel fotográfico para impressão

A experiência de ter fotografias em porta-retratos e álbuns físicos pode parecer um tanto vintage, mas ainda é única, não é mesmo? Embora novos formatos de mídia permitam a criação de álbuns online, armazenar a mídia física é algo muito valioso para alguma pessoas.

Assim, é preciso ter álbuns físicos perfeitos, com fotos impressas em material de qualidade! Mas como escolher um papel fotográfico apropriado para os diferentes tipos de impressão? Como garantir que a imagem sairá fiel ao que foi captado pela câmera? Há dicas básicas – e essenciais – que podem salvar a “vida” de um álbum inteiro. Confira:

1 – Papel brilhante: é o tipo de papel para quem deseja fotos com cores fortes e vivas. O brilhante dá destaque para detalhes da imagem e faz você reviver o momento em questão. Porém tome cuidado na hora da impressão, não segure a foto logo que ela foi impressa, a digital pode danificar as fotos. O ideal é deixar ela secar antes de levar ao álbum ou porta-retratos.

2 – Papel Fosco: É ideal para fotografias em preto e branco, garantindo um efeito “retrô” a imagem. Pode-se imprimir colorido, porém o resultado é inferior ao papel brilhante. O papel atinge um bom resultado para fotógrafos profissionais, onde consegue-se apresentar um acabamento ótimo.

3 – Papel Semi-brilhante: Está entre o brilhante e o fosco. Possui diversos padrões de qualidade que podem ser lustrosas ou acetinadas.

4 – Papel Diferenciado: É o escolhido para quem quer imprimir imagens no formato foto tela. Possui uma gramatura maior, e é ideal para exposições.

5 – Papel Fibra: A foto impressa neste tipo de papel possui uma vida útil mais longa, porém o tempo que leva para secar é maior.

6 – Papel Pérola: Imagens brilhantes com textura superior, com o diferencial de não refletir tanto a luz no brilho.

7 – Papel Resinado: por possuir uma camada plástica sobre o papel, apresenta diversas vantagens, como a impermeabilidade.

Ainda não há comentários.

Deixe um comentário